28 de novembro de 2014 - 12h52
Mais informações sobre o conteúdo Impressão

Escola Judiciária Eleitoral

História

Criada pelo TRE-PI em 16/05/2005 através da Resolução nº 104/2005, a Escola Judiciária Eleitoral do Piauí tem como principal objetivo a formação, atualização e especialização de magistrados da Justiça Eleitoral, membros do Ministério Público Eleitoral, servidores desta Justiça Especializada e interessados em Direito Eleitoral, como forma de estimular e propagar os estudos na matéria.

O principal meio de atuação da EJE é a realização periódica de cursos, seminários, palestras, ciclos de debate e Pós-Graduações em Direito Eleitoral, tendo sempre, como pano de fundo, a promoção da disciplina do direito eleitoral e a valorização institucional do TRE-PI.

O foco da Escola Judiciária Eleitoral, portanto, é a produção e a difusão do conhecimento em direito eleitoral, essencial para manutenção do modelo de Justiça Eleitoral constitucionalmente definido, especialmente em razão do caráter provisório das funções da maioria dos seus operadores institucionais, notadamente magistrados e membros do Ministério Público.

Visão

Ser reconhecida como instituição de relevância em educação eleitoral, baseada no compromisso da Justiça Eleitoral com a sociedade.

Valores

  • Solidariedade em relação às pessoas e às instituições.
  • Postura ética.
  • Profissionalismo, trabalho, dedicação e desprendimento.
  • Qualidade na prestação de serviços.
  • Transparência nas relações internas e externas.
  • Consciência social
  • Cooperação institucional
  • Respeito à pluralidade de ideias.


Missão

Promover o aprimoramento cultural e jurídico de magistrados, membros do Ministério Público, servidores, profissionais e estudiosos do Piauí


Objetivos

  • Formação, atualização e especialização continuada ou eventual de magistrados, membros do Ministério Público e servidores da Justiça Eleitoral do Piauí, bem como de terceiras pessoas pertencentes a entidades conveniadas com a Escola Judiciária Eleitoral do Piauí;
  • Formação, atualização e especialização dos operadores do Direito na esfera eleitoral, para o aprimoramento da Justiça Eleitoral;
  • Incentivar e auxiliar na inserção da disciplina Direito Eleitoral nos currículos dos cursos de Direito das universidades e faculdades do Piauí;
  • Difundir continuamente toda matéria relacionada ao Direito Eleitoral, seja na forma de doutrina, jurisprudência, legislação ou artigos, para um melhor aprimoramento dos operadores do direito na área Eleitoral.


Diretor:

Francisco Hélio Camelo Ferreira (Juiz Federal Membro da Corte)

Diretor Substituto:

José Vidal de Freitas Filho (Juiz de Direito Membro da Corte)

Servidores:

  • Christianne Maria dos Reis Bastos Ribeiro
  • Adriana Barbosa de Araújo Silva
  • Ana Lúcia Soares Lima